A Ford anunciou durante seu relatório de ganhos do quarto trimestre que investirá US$ 22 bilhões em veículos elétricos e US$ 7 bilhões em veículos autônomos até 2025. A participação em veículos elétricos é um aumento acima dos US$ 10 bilhões já prometidos para ajudar a Ford a competir na corrida para trazer veículos elétricos para o mercado. Em parte, a Ford pode estar jogando o dinheiro para baixo para competir com as metas de grande eletrificação da GM, mas parou de anunciar exatamente quando, ou se fará a transição para uma frota totalmente elétrica de veículos de passageiros, como a General Motors se comprometeu a fazer. O que ela anunciou é que a maioria de seus veículos serão EVs, com algumas de suas ofertas tendo motores híbridos e híbridos plug-in. A GM anunciou que pretende eliminar todos os veículos leves a gás e diesel até 2035. A GM disse que planeja investir US$ 27 bilhões em veículos elétricos e autônomos até 2025. A GM, Ford e outros que fizeram investimentos semelhantes e se comprometeram a eletrificar suas frotas estão competindo com a Tesla, que tem um enorme avanço no mundo EV. A montadora somente de veículos elétricos EV ostenta os veículos elétricos mais vendidos. Enquanto a Ford está trabalhando em seus próprios veículos, ela também investiu 500 milhões de dólares na Rivian EV startup. Em 2019, as duas empresas anunciaram um plano para construir um veículo Ford usando a plataforma da partida. Entretanto, em 2020, um Lincoln elétrico planejado construído com tecnologia Rivian foi cancelado, devido em parte à pandemia de COVID-19. Durante seu anúncio, a Ford também nos lembrou que a versão elétrica de seu premiado modelo, o F-150, está previsto para entrar em produção em meados de 2022.